Casa Branca: oposição líbia é ‘interlocutor legítmo’

Ainda assim, EUA não chegaram a reconhecer os rebeldes diplomaticamente

Washington – Os Estados Unidos apontaram nesta sexta-feira o Conselho Nacional de Transição (CNT) – que faz oposição à violenta ditadura de Muammar Kadhafi na Líbia – como “um interlocutor legítimo e confiável”, mas não chegaram a reconhecer diplomaticamente este orgão dos rebeldes.

O líder da oposição líbia, Mahmud Jibril, esteve presente na Casa Branca nesta sexta-feira, onde conversou com o conselheiro para Segurança Nacional do presidente Barack Obama, Tom Donilon.

Apesar da boa impressão da Casa Branca em relação às idéias do líder da oposição líbia, a expectativa de Jibril era de obter o reconhecimento oficial em sua visita, conforme declarou na quinta-feira à rede de televisão CNN.

Donilon reiterou que a posição do presidente Obama é de que o Kadhafi deve abandonar o poder de imediato.

O Conselho Americano também enalteceu o compromisso da CNT em favor de uma transição pluralista e um futuro democrático na Líbia.