Casa Branca condena violação da soberania ucraniana

O vice-conselheiro nacional de Segurança, Ben Rhodes, pediu que a Rússia mude de rumo ou vai enfrentar prejuízos adicionais e consequências

Edgartown, Massachusetts – A Casa Branca condenou nesta sexta-feira a “flagrante violação” da soberania ucraniana após um comboio russo de ajuda humanitária entrar em território da Ucrânia sem o consentimento de Kiev.

O vice-conselheiro nacional de Segurança, Ben Rhodes, disse que o movimento dos caminhões através da fronteira fazia parte de um padrão de comportamentos russos preocupantes que indicariam apoio aos separatistas pró-Rússia.

Rhodes pediu que a Rússia mude de rumo ou vai enfrentar prejuízos adicionais e consequências.

“Nós estamos dando aos russos uma mensagem clara que eles precisam remover seu comboio”, ele afirmou.

Dezenas de caminhões russos que supostamente levam ajuda humanitária atravessaram a fronteira com a Ucrânia nesta sexta-feira sem a escolta da Comissão Internacional da Cruz Vermelha, violando um acordo recente, relataram autoridades ucranianas.

O conselheiro disse que a entrada do comboio no território ucraniano era uma “incursão direta”, destacando que a Ucrânia não concordou com o avanço dos caminhões para além da fronteira.

Rhodes afirmou que se a Rússia não parasse o avanço do comboio, os EUA e seus aliados internacionais iriam tomar decisões sobre como intensificar as sanções contra o país.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia afirma que enviou os caminhões porque a Ucrânia estava atrasando sua liberação, o que teria resultado em um longo impasse sobre o comboio.

O Ministério das Relações Exteriores ucraniano considerou a entrada dos veículos uma violação grave das leis internacionais. Fonte: Dow Jones Newswires.