Carro invade base americana na Inglaterra; atentado é descartado

O incidente ocorreu em RAF Mildenhall, sede da 100ª ala de reabastecimento aéreo da Força Aérea americana

Um veículo invadiu um posto de controle de uma base americana na Inglaterra e uma equipe militar dos Estados Unidos respondeu com disparos, em um incidente classificado como não terrorista, indicou a Polícia nesta segunda-feira (18).

“A investigação de um incidente na RAF Mildenhall confirma que o caso não está relacionado com uma ameaça terrorista”, informou a Polícia de Suffolk (leste).

A Polícia britânica havia detido um homem em uma base aérea americana nesta segunda-feira depois que um veículo invadiu um ponto de controle, obrigando militares dos Estados Unidos a abrir fogo, segundo várias fontes.

O incidente ocorreu em RAF Mildenhall, sede da 100ª ala de reabastecimento aéreo da Força Aérea americana.

Mildenhall, localizada a 110 quilômetros a nordeste de Londres, foi brevemente fechada por conta do incidente, mas reabriu às 14h35 GMT (11h35 de Brasília), segundo um porta-voz da base.

A Polícia local indicou que recebeu um chamado às 13h40 GMT (10h40 de Brasília) com a informação de que um incidente havia ocorrido, mas que “a base foi protegida e as unidades responderam imediatamente”.

“Foram feitos disparos pela equipe americana de serviço e um homem foi detido com cortes e hematomas, e colocado sob custódia”, indicou.

“Nenhuma outra pessoa ficou ferida no incidente”, acrescentou.

O britânico, de 44 anos, foi detido por suspeitas de entrada ilegal no local e os investigadores não procuram por mais ninguém.

A base esteve envolvida em um complô terrorista frustrado em 2015.

Um indivíduo que apoiava o grupo extremista Estado Islâmico (EI), chamado Jnead Khan, foi condenado à prisão perpétua por usar suas funções de motorista de veículo de correios de uma empresa farmacêutica para espionar várias bases do leste da Inglaterra entre maio e julho de 2015, entre elas a de Mildenhall.