Canadense assume autoria de ataque a mesquita em Quebec

O canadense se declarou culpado em 12 acusações sobre ataque que deixou seis mortos e aconteceu no começo do ano passado

O canadense Alexandre Bissonnette se declarou culpado do ataque contra uma mesquita em Quebec que deixou seis mortos em 29 de janeiro de 2017.

O estudante de 28 anos e defensor de ideias nacionalistas se declarou culpado de 12 acusações contra ele, o que foi imediatamento aceito pelo juiz.

Bissonnette, que em seu ataque, além dos seis mortos, feriu 19 pessoas, havia se declarado na segunda-feira inocente, mas depois que a corte leu as 12 acasações, resolveu mudar sua declaração.

Bissonnette deve ser condenado à prisão perpétua ou ao menos a um mínimo de 25 anos de prisão. A sentença será pronunciada em uma data posterior.

A matança foi uma das maiores contra muçulmanos em um país ocidental.

Durante o ataque, o agressor abriu fogo após a oração de domingo no Centro Cultural Islâmico de Quebec, uma mesquita localizada em um bairro tranquilo.

Segundo a polícia, Bissonnette em seguida ligou para os serviços de emergência e confessou ter realizado o ataque.

Ele foi encontrado dentro de um carro estacionado em uma estrada rural a 20 km da mesquita.