Campanha de Dilma deve mais de 27 milhões de reais

A campanha de José Serra (PSDB) também ficou endividada, mas o valor é três vezes menor

A campanha da petista Dilma Rousseff (PT) fechou as contas no vermelho, com um déficit superior a 27 milhões de reais. O PT deverá assumir a dívida da campanha, como prevê a legislação eleitoral. A campanha de José Serra (PSDB) também ficou endividada, mas o valor é três vezes menor do que o do PT: 9,65 milhões de reais.

O PSDB apresentou uma receita de 120 milhões de reais e um total de gastos de 129,6 milhões. Já o PT gastou no período de eleições 176,5 milhões de reais, sendo que a arrecadação foi de 148,7 milhões. A justificativa da tesouraria da campanha é de que o segundo turno não era esperado pela coligação e, com isso, os gastos tiveram que ser aumentados. Os partidos entregaram a prestação de contas da campanha nesta terça-feira ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O tesoureiro do PT, José de Filippi Junior, reuniu-se com Dilma Rousseff nesta manhã na Granja do Torto para que a petista assinasse a documentação. A área técnica do TSE pretende analisar a prestação da presidente eleita e de seu vice Michel Temer (PMDB) em oito dias. Quatorze servidores da Coordenadoria de Prestação de Contas Eleitorais e Partidárias (Coepa) do TSE e dois auditores do Tribunal de Contas da União (TCU) vão emitir um parecer sobre as contas.