Câmeras registram grave acidente de ônibus na China

Três câmeras filmaram colisão entre ônibus e carro em Hunan. Imagens são impressionantes e trazem à tona importância do cinto de segurança

São Paulo – Câmeras localizadas em diferentes partes de um ônibus de passageiros que circulava na cidade de Zhuzhou, que fica na província de Hunan e a pouco mais de 70 quilômetros da capital Changsha (China), registraram o momento em que o veículo se envolveu em um grave acidente  com um carro.

As imagens, que foram divulgadas pela CCTV (China Global Television Network) no canal da emissora no YouTube, são impressionantes. Primeiro, uma câmera mostra o motorista dirigindo com tranquilidade até que percebe um carro ao lado. Ao notar a iminência da colisão, ele se desespera. Após colidirem, esse condutor tenta controlar o ônibus, mas falha.

Uma segunda câmera, essa direcionada aos passageiros, traz a perspectiva daqueles que ocupavam ônibus. As pessoas estão sentadas. Algumas dormem, outras mexem em seus dispositivos móveis. No momento em que os veículos batem, bagagens e alguns passageiros são jogados violentamente de um lado para o outro.

Há, ainda, uma terceira câmera, que registra o acidente do lado de fora do veículo. Veja o vídeo abaixo. As imagens podem impressionar.

De acordo com o site de notícias chinês, a polícia disse que o ônibus trafegava em alta velocidade. Apenas uma pessoa se feriu, mas autoridades trouxeram à tona a importância de as pessoas atarem cintos de segurança quando em meios de transporte.

“O vídeo mostra uma passageira vestida de branco e que não estava com o cinto de segurança”, notou o policial em entrevista ao site chinês, “o ônibus trafegava em alta velocidade e ela foi jogada de sua poltrona por conta da força da colisão. Já os passageiros que que estavam com o cinto permaneceram seguros em seus lugares”.

A China é um dos países que mais sofre com acidentes de trânsito. De acordo dados do Banco Mundial, o país registra uma média de 260 mil fatalidades relacionadas a estes incidentes anualmente. Em âmbito global, estes incidentes representam a maior causa de morte entre jovens de 15 a 24 anos e matam 1,25 milhão de pessoas todos os anos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Wellington Carvalho

    Que matéria mal feita. Em momento algum fala que do carro que perdeu o controle por com certeza tentar fazer um ultrapassem acima da velocidade permitida e causa o acidente que poderia ferir ou matar inúmeras pessoas.