Calor forte preocupa organizadores da Tóquio 2020 após morte de 57 pessoas

Além das mortes, mais de 1.800 pessoas foram hospitalizadas por conta das altas temperaturas, levando as autoridades a pensar em medidas de combate ao calor

Tóquio — Temperaturas elevadas mataram 57 pessoas no Japão desde o final de julho, disseram autoridades nesta terça-feira, ressaltando a ameaça de saúde a atletas e torcedores que os organizadores precisam resolver antes dos Jogos do ano que vem em Tóquio.

Os termômetros têm ficado acima dos 31 graus Celsius dentro e nos arredores de Tóquio desde 24 de julho, a data em que a Olimpíada de Verão de 17 dias começará na capital japonesa no ano que vem.

O calor sufocante matou 57 pessoas em todo o país na semana de 29 de julho a 4 de agosto, disse a Agência de Administração de Desastres nesta terça-feira. Mais de 1.800 pessoas foram hospitalizadas em Tóquio.

No verão passado, as temperaturas atingiram o recorde de 41,1ºC ao norte de Tóquio, que sediou os Jogos pela primeira vez em 1964, quando ocorreram em outubro para evitar o calor. Quatro anos depois, os Jogos da Cidade do México também fora remarcados para outubro.

Desde 1976, a maioria das Olimpíadas de Verão foi realizada durante o verão do Hemisfério Norte devido à programação televisiva e aos eventos esportivos internacionais, forçando os organizadores da Tóquio 2022 a encontrar maneiras de manter atletas e milhares de torcedores refrescados e hidratados.

“As condições climáticas criaram desafios para os organizadores de Jogos Olímpicos e Paralímpicos muitas vezes. Também entendemos que às vezes competições de elite podem ser realizadas com padrões climáticos ainda mais difíceis do que em Tóquio”, disse o porta-voz da Tóquio 2020, Masa Takaya.

Os Jogos de Atenas de 2004 e de Pequim de 2008 também aconteceram em cidades conhecidas por seu calor de verão.

“Com respeito a isso, apoio e especialização do COI e da federação esportiva baseados em suas experiências passadas são extremamente valiosos”, disse, referindo ao Comitê Olímpico Internacional.

Os organizadores da Tóquio 2022 estão avaliando medidas de combate ao calor, de jatos de névoa e bolsas de gelo a áreas de repouso sombreadas e barracas em postos de segurança.

“Continuaremos trabalhando intensamente com o Governo Metropolitano de Tóquio, com o governo nacional e com elementos relevantes para garantir a realização bem-sucedida dos Jogos”, disse Takaya.

Os verões japoneses são quentes – e estão ficando mais quentes.

Embora tenha havido dias escaldantes no passado – as temperaturas chegaram a 32,6ºC em 24 de julho de 1964 -, o Japão está tendo mais deles, e as noites não refrescam tanto como antes, mostraram dados da Agência Meteorológica do Japão.