Cablevision vai dividir operações de cabo e entretenimento

<I>Compra das ações em poder do público vai fechar o capital dos negócios na área de cabo. Já os ativos da Rainbow Media serão separados, com ações negociadas em bolsa</I>

A família que controla a Cablevision Systems propôs a separação entre as operações de cabo e de entretenimento. Charles e James Dolan, pai e filho que dirigem a companhia, enviaram uma carta ao conselho de administração neste domingo (19/6) propondo a compra das ações em poder do público para fechar o capital dos negócios na área de cabo. Ao mesmo tempo, os ativos da Rainbow Media seriam segregados, com ações negociadas em bolsa.

Segundo o jornal britânico Financial Times, a proposta ocorre em meio a mudanças entre diversas companhias de mídia, desencantadas com seu fraco desempenho no mercado de ações. O conselho da Viacom, por exemplo, aprovou na semana passada sua divisão em duas companhias, desfazendo na prática a fusão entre a Viacom e a CBS, que criou o grupo de mídia.

O plano da família Dolan também parece pôr fim à ambição da Cablevision de tornar-se uma das maiores operadoras de cabo do país. O grupo chegou a apresentar uma oferta de última hora pela Adelphia, mas a Time Warner e a Comcast, as maiores companhias do setor, levaram a Adelphia por 17,6 bilhões de dólares. A Time Warner já deixou claro que consideraria adquirir a Cablevision. Mas os Dolans afirmam que não estão dispostos a vender sua participação na companhia.