Brexit: Parlamento rejeita acordo e Theresa May é novamente derrotada

391 parlamentares votaram contra o documento firmado por May e a União Europeia e 242 se manifestaram a favor

São Paulo – O Parlamento britânico rejeitou o acordo do Brexit firmado pela primeira-ministra, Theresa May, com a União Europeia (UE). A votação aconteceu agora pouco em Londres e, de acordo com o jornal britânico The Guardian, 391 parlamentares votaram contra e 242 se manifestaram a favor. O prazo para a saída do Reino Unido da UE é em 29 de março.

Em pronunciamento realizado no Parlamento logo após a derrota, May, rouca e visivelmente cansada, afirmou que seguirá com o plano de colocar em votação amanhã, 13 de março, a possibilidade de Brexit acontecer no cenário “no deal”, isto é, sem acordo de transição. Abaixo, veja as estratégias da primeira-ministra para os próximos dias.

A polêmica das Irlandas

Um dos maiores entraves enfrentados pelo acordo de May estava na questão da fronteira entre Irlanda do Norte e República da Irlanda, mecanismo que ficou conhecido como “backstop”. Críticos acreditam que o mesmo daria ao Reino Unido o poder de deixá-lo unilateralmente. Na prática, consideraram, isso significaria que o país continuaria submetido às regras da União Europeia.

Após uma a derrota sofrida em janeiro, e que teve esse mesmo ponto como crucial, a primeira-ministra voltou ao continente europeu para tentar novas garantias que minimizassem os riscos desse mecanismo. Os avanços feitos nas negociações, no entanto, não foram suficientes para aplacar os ânimos e garantir a vitória do acordo.