Breivik diz que não apelará se for declarado responsável

A saúde mental de Breivik, que reconhece os atos, mas não se considera culpado, é a questão chave do julgamento

Oslo – Anders Behring Breivik, julgado pela morte de 77 pessoas no ano passado na Noruega, afirmou nesta quinta-feira que não apelará se for considerado penalmente responsável, como deseja, ainda que isso signifique uma avassaladora pena de prisão.

“Não há absolutamente nenhuma razão para apelar se for declarado responsável”, disse o extremista de direita de 33 anos, que quer ser reconhecido mentalmente são para não deixar que sua ideologia seja invalidada por um diagnóstico de demência.

A saúde mental de Breivik, que reconhece os atos, mas não se considera culpado, é a questão chave do julgamento.

O extremista de 33 anos foi declarado psicótico e, consequentemente, penalmente irresponsável, por um informe psiquiátrico oficial no ano passado. Mas este foi posteriormente invalidado por um contra-informe que concluiu que estava suficientemente são de espírito para responder por seus atos.

No dia 22 de julho, Breivik matou 69 pessoas, adolescentes, em sua maioria, ao atirar contra jovens trabalhistas reunidos em um acampamento de verão em Utoeya, depois de ter matado outras oito pessoas em Oslo, ao colocar uma bomba perto da sede do governo norueguês.