Braskem fornecerá produto verde para assento de estádio

O produto a ser utilizado na confecção dos assentos é um polietileno fabricado a partir da cana-de-açúcar

São Paulo – O projeto da Braskem de fornecer resinas produzidas a partir de etanol a estádios de futebol chegou ao Brasil. Após iniciativa pioneira em parceria com a Amsterdam ArenA, responsável pela administração do estádio do Ajax, na Holanda, a petroquímica fornecerá o produto para assentos a serem instalados no estádio do Morumbi, em São Paulo. As novas cadeiras serão fabricadas pela Giroflex-forma e equiparão o camarote do estádio paulista.

O produto a ser utilizado na confecção dos assentos é um polietileno (PE) fabricado a partir da cana-de-açúcar. A tecnologia desenvolvida pela Braskem tem a inclusão de aditivos de performance e processo desenvolvidos pela empresa Cromex. Os aditivos apresentam formulações isentas de metais pesados e propriedades retardantes de chama livre de halogênios, conforme requisitos da Federação Internacional de Futebol (Fifa) e da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

“A novidade para todos nós é a sustentabilidade envolvida na concepção do projeto. Isso porque o plástico utilizado nos assentos tem como matéria-prima o etanol, fonte renovável de energia, o que substitui o composto tradicional à base de petróleo”, afirma em nota o diretor de novos negócios da Giroflex-forma, Linaldo Vilar. A companhia, líder no mercado mobiliário na América Latina, pretende investir aproximadamente R$ 6 milhões nos próximos três anos para atender ao mercado de assentos para arenas esportivas.

A primeira iniciativa da Braskem nesse mercado foi anunciada em novembro do ano passado, na Holanda. O projeto prevê a substituição de todos os 54 mil assentos instalados no estádio do Ajax em um prazo de até dois anos.