Brasil doa medicamentos a países com epidemia do ebola

Os chamados "kit calamidade" poderão atender 5 mil pessoas por três meses e são compostos por 30 remédios e 18 insumos básicos de saúde hospitais

Brasília – O governo brasileiro doou medicamentos para os países africanos da Guiné, Libéria e Serra Leoa, que enfrentam um agravamento da epidemia do vírus ebola.

Os chamados “kit calamidade” poderão atender 5 mil pessoas por três meses e são compostos por 30 remédios e 18 insumos básicos de saúde para tratamento em hospitais. Entre eles antibióticos, analgésicos, anti-inflamatórios e soros.

Os primeiros kits, quatro, foram doados em junho para a Guiné e estão sendo usados no hospital nacional de Donka. Outros dez kits estão sendo enviados este mês para a Libéria e para Serra Leoa, cinco para cada um dos países, em coordenação com as representações da Organização Mundial de Saúde (OMS) nesses países.