Brasil condena assassinato de equipe jornalística equatoriana

Em comunicado, Itamaraty prestou solidariedade a equatorianos e disse rejeitar qualquer forma de cerceamento à livre atuação da imprensa

O governo brasileiro condenou nesta sexta-feira o assassinato dos três membros de uma equipe jornalística equatoriana sequestrada no último dia 26 de março na província equatoriana de Esmeraldas, na fronteira com a Colômbia.

“O governo brasileiro reconhece e valoriza o papel da imprensa como elemento fundamental da democracia, ao mesmo tempo em que condena qualquer forma de cerceamento à sua livre atuação”, afirmou o Ministério de Relações Exteriores através de um comunicado.

Na nota, o Itamaraty lamentou o assassinato dos dois jornalistas e do motorista do jornal equatoriano “El Comercio” e transmitiu sua solidariedade ao governo, ao povo equatoriano e aos familiares das vítimas.

“O governo brasileiro reitera sua condenação a todos os atos de violência, independentemente de sua motivação”, completou a chancelaria no comunicado.