Bombeiros buscam sobreviventes após desabamento de ponte em Gênova

Autoridades estimam que entre 10 e 20 pessoas podem estar debaixo dos destroços do desabamento da última terça-feira

Gênova – Mais do que difícil, seria um milagre. Mas bombeiros italianos que trabalham removendo toneladas de destroços do desabamento de uma ponte em Gênova ainda não desistiram de encontrar ao menos um sobrevivente três dias após o desastre que deixou ao menos 38 mortos.

Um dos bombeiros, Stefano Zanut, disse ainda ser possível que alguém esteja vivo preso sob o que chamou de “triângulo da sobrevivência”, quando destroços ou vigas formam uma cobertura de proteção.

“Estamos trabalhando em sincronização com equipamentos de terraplanagem e cães farejadores”, disse Zanut à Reuters no local do incidente.

“Estamos tentando encontrar pontos onde possamos penetrar nesses destroços incrivelmente pesados. Então, o equipamento de terraplanagem avança para criar uma abertura, por onde os cães entram”, disse Zanut, um dos 340 bombeiros que estão trabalhando no local desde terça-feira.

Até agora, não houve nenhum sinal de vida debaixo das montanhas de entulhos.

Autoridades estimam que entre 10 e 20 pessoas ainda estão desaparecidas e podem estar debaixo dos destroços.

Zanut e seus colegas esperam encontrar ao menos um deles ainda vivo.