Bombas da Segunda Guerra são encontradas em aeroporto de Roma

O aeroporto de Roma ficou fechado por três horas para a retirada das bombas em "completa segurança"

Roma – As autoridades italianas suspenderam nesta quinta-feira a atividade do aeroporto Ciampino, em Roma, após encontrar artefatos explosivos da Segunda Guerra Mundial, informaram as autoridades responsáveis do terminal aéreo em comunicado.

As bombas foram localizadas durante as obras de manutenção da zona onde as aeronaves estacionam.

Por essa razão, o Ente Nacional para a Aviação Civil ordenou o fechamento do aeroporto durante um tempo previsto de três horas para permitir a retirada dos artefatos por parte de uma equipe de artífices em “completa segurança”.

Os voos programados para este terminal romano, tanto de chegada como de partida, poderão sofrer atrasos ou ser operados desde o outro aeroporto, o de Fiumicino, o principal da capital italiana.

Bombas da Segunda Guerra Mundial são encontradas em aeroporto de Roma, Itália

As autoridades italianas recomendam aos usuários ligar para as companhias aéreas com as quais viajarão para informações do estado atual de seus voos.

O aeroporto de Ciampino é o segundo em importância da capital e desde ele operam majoritariamente companhias de baixo custo.

Durante 2018, o aeroporto de Ciampino contou com quase seis milhões de passageiros, frente aos 42 milhões que passaram pelo de Fiumicino, o maior da cidade e situado no litoral romano, segundo os dados do “Aeroporti dei Roma”.