Bombardeio da coalizão árabe mata 21 rebeldes no Iêmen

Desde a quarta-feira passada, a aviação da coalizão árabe intensificou seus bombardeios no Iêmen

Saná – Pelo menos 21 rebeldes houthis morreram e dezenas ficaram feridos em decorrência de um bombardeio da coalizão árabe, liderada pela Arábia Saudita, em um campo de treinamento situado no noroeste do Iêmen, informaram neste domingo à Agência Efe fontes sanitárias locais.

O ataque teve como alvo um campo situado na região de Abs, na província de Hayah, no litoral noroeste do Iêmen, enquanto os rebeldes xiitas houthis realizavam um treinamento militar, disseram as fontes, que pediram anonimato.

Além disso, asseguraram que dezenas de combatentes ficaram feridos, embora não tenham detalhado o número. Até o momento, nem os houthis nem a coalizão árabe confirmaram esta informação.

As fontes destacaram ainda que entre os mortos se encontra um dos líderes houthis, identificado como Hussein al Yarb.

Desde a quarta-feira passada, a aviação da coalizão árabe intensificou seus bombardeios no Iêmen com dezenas de ataques.

A coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita apoia desde 2015 o governo do presidente, Abd Rabbuh Mansur al Hadi, estabelecido de forma provisória na cidade litorânea de Áden, no sul do país. EFE