Boko Haram degola 13 pessoas em cidade no Níger

Um mestre do povoado disse que os terroristas chegaram ao povoado, escolheram suas vítimas, as levaram à margem de um rio "e as degolaram como carneiros"

Niamey – Ontem à noite 13 pessoas foram degoladas no povoado de Alla Dewa, na região de Diffa, no sudeste do Níger, em um ataque surpresa atribuído a terroristas do Boko Haram chegados da vizinha Nigéria.

Um mestre do povoado, que pediu o anonimato, disse nesta quarta-feira à Agência Efe que os terroristas chegaram ao povoado, escolheram suas vítimas, as levaram à margem de um rio “e as degolaram como carneiros”, antes de fugir.

Os terroristas entraram discretamente na cidade no meio da noite, invadiram as casas e pareciam saber exatamente quem estavam procurando, pois escolheram especificamente essas 13 pessoas.

O massacre foi confirmado por uma fonte policial de Diffa, a capital da região homônima, que sofre esporadicamente com este tipo de ataque.

Segundo o ativista pró-direitos humanos de Diffa, Madou Adji, este ataque, como outros semelhantes do Boko Haram contra povoados da região, pode ser entendido como um “castigo” do grupo terrorista aos civis que acusa de colaborar com as forças da ordem na guerra que o governo do Níger declarou em fevereiro contra o grupo terrorista.

Adji não descartou também outra possibilidade, de que os terroristas estivessem buscando especificamente refugiados nigerianos que fugiram de Assaga, cidade do outro lado da fronteira, após vários ataques do grupo jihadista.