Boato sobre romance com Trump irrita embaixadora dos EUA

Os rumores partiram de Michael Wolff, autor do polêmico livro sobre Trump, "Fire and Fury: Inside the Trump White House"

A embaixadora dos Estados Unidos ante a ONU, Nikki Haley, classificou de repugnantes e ofensivos os rumores segundo os quais manteria uma relação com o presidente Donald Trump.

Os rumores partiram de Michael Wolff, autor do polêmico livro sobre Trump, “Fire and Fury: Inside the Trump White House”. Em uma entrevista, Wolff sugeriu que o presidente tinha uma relação com uma pessoa que era alvo de passagens detalhadas em seu livro.

Disse que Haley, a mulher de mais alto nível na administração Trump, se posicionava como sucessora do magnata na liderança dos Estados Unidos.

Em um podcast do site Politico, Haley afirmou que era rumores “totalmente incertos”.

“É muito agressivo e repugnante”, afirmou, em referência às declarações de Wolff de que ela passava muito tempo com Trump no avião presidencial Air Force One e no Gabinete Oval da Casa Branca.

“Nunca fiquei sozinha com ele”, afirmou a ex-governadora da Carolina do Sul, que se diz vítima do machismo por parte de quem se sente incomodado com a determinação das mulheres.