BNDES aprova R$ 300 mi para energia eólica da Renova

15 parques de aerogeradores da empresa no semiárido baiano terão investimento total de R$ 1,4 bilhão

Rio – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou que aprovou um empréstimo-ponte de R$ 300 milhões para a construção de 15 parques de geração de energia eólica na Bahia. Os recursos serão destinados a 15 Sociedades de Propósito Específico (SPE) controladas pela Renova Energia S/A, empresa constituída em 2006 por investidores brasileiros.

A previsão é que os empreendimentos entrem em operação em 2013 e 2014, com instalações em cinco municípios do semiárido baiano: Guanambi, Pindaí, Igaporã, Caetité e Urandi. Os parques terão capacidade de 386 MW, com investimentos totais de R$ 1,4 bilhão, incluindo a linha de transmissão associada.

Os investimentos incluem a compra de 230 aerogeradores produzidos no País e expectativa de geração de cerca de 14 mil empregos diretos e indiretos durante as obras. Após a conclusão dos parques, serão criados 3,9 mil postos de trabalho.

Segundo o BNDES, o empréstimo-ponte foi realizado para dar apoio à fase inicial das obras de implantação dos parques, que já contam com licença de instalação. O banco declarou que tem aumentado o montante de financiamentos para projetos de geração eólica nos últimos anos. Em 2012, o BNDES atingiu o maior valor de desembolso para o setor, cerca de R$ 2,4 bilhões. Em 2011, o desembolso foi de R$ 2,3 bilhões, e, em 2010, de R$ 808 milhões.