Blatter e Al Hussein não obtêm maioria na eleição da Fifa

Em busca do quinto mandato presidencial, Blatter teve 133 votos na primeira rodada, seis a menos para ganhar já no primeiro turno

Zurique – O suíço Joseph Blatter e o príncipe jordaniano Ali bin al Hussein não conseguiram dois terços dos 209 votos na eleição para a presidência da Fifa, e com isso será necessária a realização de segundo turno, em que a maioria simples definirá o vencedor do pleito.

Em busca do quinto mandato presidencial, Blatter teve 133 votos na primeira rodada, e se tivesse obtido mais seis, teria conseguido garantir a reeleição ainda no primeiro turno. Al Hussein, por sua vez, teve 73 votos. Três eleitores optaram por anular seus votos.

Dentro de instantes, todos os representantes de federações nacionais voltarão a ir as urnas e depositar sua escolha de maneira secreta. Agora, quem obter a maioria será declarado presidente da Fifa pelos próximos quatro anos.

Mais cedo, a polícia suíça precisou revistar de maneira minuciosa o local onde acontece o 65º Congresso da Fifa, devido uma ameaça de bomba. O secretário-geral, Jérome Valcke, informou aos participantes sobre a situação logo após a ação dos agentes de segurança, na retomada dos trabalhos dos dirigentes.

O incidente aconteceu após a pausa para o almoço, e acabou atrasando o reinício do Congresso em cerca de 15 minutos. Valcke não detalhou a natureza da ameaça, nem se alongou em falar sobre o tema.