Bidzina Ivanishvili é o novo primeiro-ministro da Geórgia

Ivanishvili chega ao governo depois de uma contundente vitória eleitoral sobre seu único rival político

Kutaísi – O multimilionário líder da coalizão Sonho Georgiano, Bidzina Ivanishvili, de 56 anos, foi empossado nesta quinta-feira como novo primeiro-ministro da Geórgia, com o apoio de 88 deputados.

Ivanishvili chega ao governo depois de uma contundente vitória eleitoral sobre seu único rival político, o presidente atual do país, Mikhail Saakashvili, com quem terá que lidar em uma coabitação de poder até o fim de 2013, data em que expira o mandato do chefe do Estado.

As eleições de 1º de outubro configuraram um Parlamento composto por uma maioria de 85 deputados do Sonho Georgiano e uma oposição de 65 cadeiras do Movimento Nacional Unido (MNU) de Saakashvili, dos quais três apoiaram hoje a posse de Ivanishvili.

O Parlamento também aprovou com voto de confiança a composição do novo governo do país caucasiano, assim como seu programa.

Ivanishvili, bem-sucedido homem de negócios que fez uma parte de sua fortuna na Rússia, dirigirá a antiga república soviética com a difícil missão de buscar o equilíbrio entre o ingresso do país na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e seu avanço rumo à integração europeia, e o restabelecimento das relações amistosas com Moscou.

Não será fácil, já que a Rússia deixou claro que não tolerará o desembarque da Aliança Atlântica no que considera seu “quintal”, enquanto o novo primeiro-ministro também reiterou que a Geórgia não renunciará à Otan.

Assim prevê o programa de seu governo, que aponta os Estados Unidos como “seu principal aliado” e estabelece como prioridade “o avanço da Geórgia rumo à integração à União Europeia, a orientação euroatlântica e a integração à Otan”.