Bélgica pede “solução europeia” para exigências de Trump sobre a Síria

Donald Trump ameaçou libertar 800 combatentes do Estado Islâmico (EI) na Síria capturados pelos EUA caso Europa não os repatrie

Bruxelas – O ministro de Justiça da Bélgica, Koen Greens, advogou neste domingo por uma “solução europeia” para a repatriação dos mais de 800 combatentes do Estado Islâmico (EI) na Síria capturados pelos EUA e que o presidente americano, Donald Trump, ameaça libertar.

Em entrevista para emissora holandesa “VRT”, Koen declarou que diante da problemática dos jihadistas, “o melhor é encontrar uma solução europeia, com o maior dos apoios possíveis e que represente o menor dos riscos”.

Greens não quis ir à frente sobre a solução, mas deixou claro que é preciso descartar uma simples libertação dos prisioneiros na Síria, entre os quais estimou que pode haver um número “muito limitado” de provenientes da Bélgica.

Trump pediu que Reino Unido, Alemanha, França e outros aliados europeus cuidem de mais de 800 combatentes do Estado Islâmico capturado pelas tropas norte-americanas na Síria e os julguem, porque o autoproclamado “califado” está “a ponto de cair”.

Se isso não acontecer, os soldados americanos serão “obrigados” a libertá-los, advertiu no Twitter. EFE