BCE: dívida grega deve atingir teto em 2012 antes de iniciar queda

Segundo a instituição, a economia do país, que em 2011 terá provavelmente queda de 3,8% do PIB, deve começar a crescer novamente em 2012, a 0,6% do PIB, e em 2013 (2,1%)

Frankfurt – A dívida da Grécia deve atingir 161% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2012, antes de iniciar um movimento de queda se o país aplicar o programa de ajuste orçamentário aprovado, segundo as projeções do Banco Central Europeu (BCE) divulgadas nesta quinta-feira.

De acordo com as projeções mensais do BCE, até 2020 a dívida grega cairá a 127% do PIB, o que ainda estará longe das exigências do Pacto de Estabilidade e de Crescimento da Eurozona, que fixa um teto de 60% do PIB, algo muito difícil de ser cumprido pelos países.

“Para alcançar esta trajetória de baixa é necessária a vontade e a capacidade do governo de perseverar na consolidação orçamentária e na aplicação total das reformas estruturais e dos programas de privatizações adotados”, alerta.

Segundo a instituição monetária europeia, que tem sede em Frankfurt, a economia do país, que em 2011 terá provavelmente queda de 3,8% do PIB, deve começar a crescer novamente em 2012, a 0,6% do PIB, e em 2013 (2,1%).

O governo da Grécia projeta um crescimento de 0,8% em 2012 depois de um retrocesso de 3,5% em 2011.