BC do Japão vai debater flexibilização monetária

Autoridades também devem manter a taxa de juros do país em 0,1%

Tóquio – O Banco do Japão (BOJ, banco central japonês) iniciou hoje sua reunião mensal de dois dias na qual previsivelmente manterá as taxas de juros em 0,1% e debaterá novas medidas de flexibilização monetária.

O órgão emissor japonês manteve nos últimos meses que a economia japonesa está se recuperando gradualmente, mas um iene forte e os temores sobre a força do futuro nos EUA aumentaram as preocupações de arrefecimento.

O BOJ poderia aumentar a quantia de seu programa de empréstimos a juros baixos para as instituições financeiras depois que no dia 30 de agosto ampliou a quantidade para 30 trilhões de ienes.

Essa medida tinha como objetivo resistir às altas do iene a seu nível mais alto em 15 anos frente ao dólar e de quase uma década frente ao euro.

O BOJ poderia mostrar no final desta reunião sua intenção de cooperar com o Governo, que prepara um orçamento adicional para financiar novas medidas de estímulo econômico com o objetivo de consolidar a recuperação do Japão, segundo a agência local “Kyodo”.

Leia mais notícias sobre o iene

Siga as notícias do site EXAME sobre Mundo no Twitter