Barroso, Van Rompuy e Schulz receberão Nobel da Paz da UE

François Hollande, o chefe da Eurocâmara indicou hoje que a decisão foi tomada ontem em Bruxelas entre os representantes dessas três instituições

Paris – Os presidentes da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, e do Parlamento Europeu, Martin Schulz, receberão juntos em Oslo o prêmio Nobel da Paz concedido à União Europeia (UE).

Em um encontro com a imprensa após ter se reunido em Paris com o presidente francês, François Hollande, o chefe da Eurocâmara indicou hoje que a decisão foi tomada ontem em Bruxelas entre os representantes dessas três instituições.

Schulz disse que ainda não sabe quem pronunciará o discurso de agradecimento, mas destacou que para ele não é “muito importante” quem vai falar, mas que esses três organismos estejam representados na capital norueguesa no próximo dia 10 de dezembro.

O presidente do Parlamento reiterou hoje que o prêmio foi “merecido”, e encoraja “os que acreditam que o projeto europeu é também uma resposta aos desafios do século 21”.

O júri desse prêmio destacou na semana passada em sua argumentação as conquistas da União Europeia para “o avanço da paz e da reconciliação” na Europa, assim como o estabelecimento “da democracia e dos direitos humanos”.