Barack Obama inicia neste domingo seu segundo mandato

O presidente prestará juramento durante uma breve cerimônia na Casa Branca, antes das grandiosas festas programadas para segunda-feira

Washington – O presidente Barack Obama iniciará oficialmente neste domingo seu segundo mandato à frente dos Estados Unidos, após prestar juramento durante uma breve cerimônia na Casa Branca, antes das grandiosas festas programadas para segunda-feira, que devem ser acompanhadas por milhares de pessoas.

“Eu, Barack Hussein Obama, juro solenemente cumprir fielmente as funções de presidente dos Estados Unidos e, em toda a extensão da minha capacidade, preservar, proteger e defender a Constituição dos Estados Unidos”: são as palavras que o 44º presidente deverá pronunciar pouco antes do meio-dia (15h00 no horário de Brasília) no “salão azul” da residência oficial.

Apenas familiares próximos e alguns jornalistas poderão estar presentes nesta sala relativamente pequena no andar térreo da Casa Branca para esta curta cerimônia que será transmitida ao vivo pela televisão.

A Constituição dos Estados Unidos estabelece que os mandatos presidenciais devem começar ao meio-dia do dia 20 de janeiro após a eleição. Mas quando esse dia cai em um domingo, a tradição dita que o juramento deve ser prestado em meio a um pequeno comitê.

As comemorações mais espetaculares, assim como o discurso inaugural do presidente, vão acontecer na segunda-feira. A família Obama passou o dia de sábado participando de atividades voluntárias.

Obama, reeleito em 6 de novembro para um segundo e último mandato de quatro anos, deve começar seu dia de domingo depositando uma coroa de flores no túmulo do soldado desconhecido no cemitério militar de Arlington.


Será acompanhado pelo seu vice-presidente, Joe Biden, que fará seu juramento às 8h00 (11h00 no horário de Brasília) em sua residência a noroeste de Washington, localizada nos terrenos do Observatório Naval.

Segunda-feira, o seu juramento e seu discurso de posse em público nos degraus do Capitólio será seguido por um desfile na Pennsylvania Avenue, que liga a sede do poder legislativo à Casa Branca.

Pouco antes do meio-dia de segunda-feira, Obama, com sua mão direita levantada e a esquerda sobre duas Bíblias – a de seu antecessor Abraham Lincoln, salvador da União, e a de Martin Luther King, arauto da luta pelos direitos civis – jurará antes de discursar para seus compatriotas.

A primeira posse de Obama, em janeiro de 2009, provocou um fluxo de cerca de dois milhões de pessoas no “Mall”, a imensa esplanada no coração de Washington. Este ano, os organizadores esperam cerca de metade ou um terço desse número.

Alguns discursos inaugurais ficam para a história, como os proferidos por Lincoln e John F. Kennedy. Obama começa seu segundo em circunstâncias menos difíceis do que em 2009, quando a crise econômica estava em seu auge.


Mas outros assuntos surgiram em sua agenda desde sua reeleição, como a luta contra a violência por armas de fogo após o assassinato de crianças em uma escola de Newtown, em meados de dezembro.

Após o discurso, Obama e sua esposa Michelle vão percorrer a Pennsylvania Avenue sob os aplausos da multidão, antes de assistirem à chegada de um grande desfile das arquibancadas instaladas em frente à residência presidencial.

Este dia histórico, que começa com uma missa na Igreja de Saint John’s, perto da Casa Branca, será concluído com o baile de posse no Palácio do Congresso, em Washington, onde milhares de pessoas e uma reunião de celebridades são esperadas, incluindo Stevie Wonder, Katy Perry e o grupo de rock Soundgarden.

Milhares de membros das forças de segurança foram mobilizados para proteger o centro da capital americana, convertida em um acampamento. A temperatura não deve ultrapassar os 5°C.