Banco Central Europeu decide cortar taxas de juros

O BCE deu um passo decisivo para combater os crescentes riscos para a perspectiva econômica e a estabilidade financeira da zona do euro

Frankfurt – O Banco Central Europeu (BCE) inesperadamente cortou as taxas básicas de juros, dando um passo decisivo para combater os crescentes riscos para a perspectiva econômica e a estabilidade financeira da zona do euro. O BCE anunciou um corte de 0,25 ponto porcentual na taxa de refinanciamento – a taxa cobrada em sua principal operação de refinanciamento semanal -, de 1,50% para 1,25%. A taxa de depósito passou de 0,75% para 0,50% e a taxa de empréstimo caiu de 2,25% para 2,00%. As mudanças terão efeito a partir de 9 de novembro.

A maioria dos especialistas previa que o BCE manteria as taxas de juros inalteradas, mesmo diante do fraco crescimento econômico e do aumento das incertezas em torno da crise de dívida da zona do euro. Os observadores do mercado vão avaliar sinais sobre se o corte anunciado hoje é uma medida extraordinária para tentar conter a intensificação da crise europeia ou se há uma série de cortes no horizonte. As informações são da Dow Jones.