Avião de Harrison Ford caiu por perda de potência

A informação consta de um relatório publicado nesta terça-feira pela Agência de Segurança no Transporte dos Estados Unidos

Los Angeles – A perda de potência no motor foi a causa do acidente aéreo sofrido pelo ator americano Harrison Ford na quinta-feira passada, segundo um relatório divulgado nesta terça-feira pela Agência de Segurança no Transporte dos Estados Unidos (NTSB, na sigla em inglês).

O curto documento, que recolhe as conclusões preliminares da investigação sobre o acidente, explica que a aeronave da Ford terminou com “danos substanciais” após impactar contra o solo em um campo de golfe próximo ao aeroporto de Santa Monica, no condado de Los Angeles.

O incidente aconteceu após “uma perda de potência do motor e a conseguinte aterrissagem forçada”, afirma o relatório, que especifica que o piloto, a quem não identifica, ficou “seriamente ferido”.

Harrison Ford decolou do aeroporto de Santa Monica por volta das 14h21 de quinta-feira (horário local) e caiu um minuto depois, segundo a descrição da NTSB.

Após a decolagem, Ford alertou para uma falha do motor e pediu o retorno imediato ao aeroporto.

“O piloto iniciou um giro à esquerda rumo ao aeroporto. O avião bateu na copa de uma árvore de grande tamanho e impactou contra o solo em uma área espaçosa de um campo de golfe, aproximadamente 240 metros ao sudoeste do final da pista (de aterrissagem) número 3”, explica o relatório.

Ford, de 72 anos, foi atendido em um primeiro momento por vários golfistas, entre eles um cirurgião, que o encontraram ensanguentado e desorientado, e posteriormente foi transferido ao hospital, onde se determinou que o protagonista da saga “Indiana Jones” estava fora de perigo.

Segundo publicaram vários meios de comunicação nos EUA, Ford teve que ser operado para tratar um tornozelo quebrado e uma fratura na pélvis, mas essa informação não foi confirmada oficialmente.