Avião que ia a Dubai faz pouso de emergência após tentativa de sequestro

Aeronave saiu de Bangladesh e quase foi sequestrada por um "homem terrorista", como definiram as autoridades locais

Um terrorista que carregava explosivos e uma arma foi detido neste domingo depois de tentar sequestrar um avião que decolou em Daca, capital de Bangladesh, com destino a Dubai, nos Emirados Árabes, e teve que realizar um pouso de emergência no sudeste do território bengali, enquanto os 143 passageiros e a tripulação conseguiram deixar a aeronave a salvo.

“A operação de um comando militar conseguiu derrotar o sequestrador e a situação está sob o controle do Exército”, disse à Agência Efe o porta-voz das Forças Armadas de Bangladesh, o coronel Abdullah Ibne Zayed.

O sequestrador, de nacionalidade bengali, “estava ferido” e portava “uma arma e tinha uma bomba atada ao seu corpo”, afirmou em entrevista coletiva o presidente da Autoridade de Aviação Civil de Bangladesh, M. Naim Hassan.

O avião, da companhia aérea nacional Biman Bangladesh Airlines, tinha decolado de Daca com destino a Dubai, mas desviou de sua rota e realizou uma “aterrissagem de emergência” no início da tarde (horário local) no aeroporto de Chittagong, explicou à Efe o secretário do Ministério de Aviação Civil de Bangladesh, Mohibul Haque.

“Todos os passageiros e a tripulação foram evacuados”, afirmou Haque, que anteriormente havia informado que apenas uma pessoa permanecia no interior do avião, posteriormente detida pelas forças especiais do Exército.

O secretário adjunto do Ministério de Aviação Civil, Mokabbir Hossain, explicou que foi a tripulação que solicitou antes da aterrissagem uma “evacuação de emergência, já que suspeitavam do comportamento de um passageiro”.

Em 2017, a polícia de Bangladesh já tinha detido um piloto da Biman Bangladesh Airlines acusado de conspirar com vários radicais islâmicos para sequestrar e derrubar um avião.