Autoridades emitem alerta nos EUA por tempestade Arthur

Autoridades americanas emitiram alerta perante a proximidade da tempestade tropical Arthur

Miami – As autoridades meteorológicas dos Estados Unidos emitiram nesta quarta-feira um alerta no litoral da Carolina do Norte perante a proximidade da tempestade tropical Arthur, que deve se transformar em furacão na quinta-feira.

A tempestade tropical “Arthur”, com ventos de 95 quilômetros hora, se encontra a 165 quilômetros ao nordeste de Cabo Canaveral, na Flórida, e a 420 quilômetros de Charleston, na Carolina do Sul, e avança rumo ao norte, indicou o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos EUA

As autoridades emitiram um aviso de tempestade (passagem do sistema em 36 horas) desde a enseada Little River, na Carolina do Norte, até a fronteira norte com o estado da Virgínia, incluindo Pamlico e o leste de Albemarle Sounds.

Também há uma vigilância de furacão (passagem do sistema entre 24 e 36 horas) desde a enseada de Vogue até a do Oregon, na Carolina do Norte, e outra de tempestade desde a enseada de Little River até o sul do rio Santee, na Carolina do Sul.

O NHC informou em seu boletim das 12h de hoje que a tempestade se encontra situada perto da latitude 29,1 norte e longitude 79,1 oeste, movimentando-se rumo ao norte a uma velocidade de translação 11 km/h, frente à costa leste da Flórida.

Espera-se que a tempestade continue hoje sua rota em direção ao norte e que amanhã experimente um giro rumo a nordeste.

Segundo este padrão de trajetória, o “centro de Arthur passará pelo leste do nordeste da Flórida nesta noite e se movimentará em paralelo à costa das Carolinas durante as próximas 23 e 36 horas”, ressaltou o NHC.

Se forem cumpridas as previsões, a tempestade se fortalecerá nas próximas 48 horas e se transformará em furacão na quinta-feira.

A tempestade deixará chuvas fortes em toda a costa e são esperadas ressacas perigosas na costa leste da Flórida, que poderiam pôr em perigo a vida de pessoas por correntes de ressaca e ondas fortes em portos e píeres.

Se prevê que esta temporada de furacões, que acontece de 1 de junho a 30 de novembro, seja a mais tranquila em 30 anos, devido ao desenvolvimento do fenômeno de “El Niño” no Pacífico,

A Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera dos EUA (NOAA) vaticinou uma temporada ciclônica menos ativa do que o normal, com a formação de 8 a 13 tempestades tropicais, das quais entre 3 e 6 chegariam a furacões e um ou dois deles seriam de categoria maior.