Autoridades da UE se mostram horrorizados por atentados

Os presidentes do Conselho Europeu, da Comissão Europeia e do Parlamento Europeu se mostraram horrorizados pelos tiroteios e explosões em Paris

Bruxelas – Os presidentes do Conselho Europeu, Donald Tusk; da Comissão Europeia (CE), Jean-Claude Juncker; e do Parlamento Europeu (PE), Martin Schulz, se mostraram profundamente horrorizados pelos tiroteios no centro de Paris e as três explosões nos arredores do Stade de France nesta sexta-feira.

“Continuo horrorizado pelos incidentes em Paris. Toda a minha solidariedade e condolências aos franceses e às autoridades francesas”, disse Tusk em sua conta da rede social Twitter.

Juncker se declarou “profundamente horrorizado” pelo ocorrido e expressou sua solidariedade com o povo francês, também através pelo Twitter.

“Terríveis notícias chegam de Paris. Nossos pensamentos estão com as famílias das vítimas e (expressamos) nosso apoio às autoridades”, indicou Schulz na mesma rede social.

O primeiro vice-presidente do governo comunitário, Frans Timmermans, se mostrou igualmente “horrorizado” pelos fatos com o uso do Twitter, da mesma forma que outros membros da Comissão Europeia.

A comissária europeia de Comércio, Cecilia Malmström, falou de “terríveis notícias” e disse que seus pensamentos estão com os franceses.

“Todos contra o terrorismo“, destacou o comissário europeu de Interior, Dimitris Avramopoulos.

A vice-presidente comunitária para o Orçamento, Kristalina Georgieva, também expressou pesar pelo ocorrido e acrescentou que “todos os pensamentos estão com as vítimas, suas famílias e seus entes queridos”.