Áustria vence disputa para impedir que casa de Hitler vire templo

Autoridades austríacas têm se empenhado em evitar que o local se torne um templo neonazista

A mais alta corte da Áustria pôs fim a uma disputa sobre a casa em que Adolf Hitler nasceu, rejeitando a quantia que a ex-proprietária exigiu em compensação, informou o Ministério do Interior ontem.

A família de Gerlinde Pommer era proprietária da casa amarela de esquina na cidade de Braunau, na fronteira com a Alemanha, há quase um século. O governo assumiu o controle do prédio em dezembro de 2016.

As autoridades austríacas têm se empenhado em evitar que o local se torne um templo neonazista. Após longa disputa, o tribunal estipulou uma indenização à família Pommer de € 810 mil.