Aumenta para 23 os rebeldes do PKK abatidos em 48 horas

Vinte e dois supostos rebeldes morreram na cidade de Cizre e um em Silopi, dois importantes centros urbanos curdos na província de Sirnak

Ancara – O Exército da Turquia assegurou ter abatido nas últimas 48 horas 23 guerrilheiros do Partido dos Trabalhadores de Curdistão (PKK) em duas cidades no sudeste da Turquia, informou a agência de notícias “Anadolu”.

Vinte e dois supostos rebeldes morreram na cidade de Cizre e um em Silopi, dois importantes centros urbanos curdos na província de Sirnak, sob toque de recolher há dois dias.

A imprensa turca assegurou hoje que o Exército realizou uma grande operação nessa região, com cerca de 10 mil soldados comandados por dois generais.

Tanto em Cizre como em Silopi tanques patrulham as ruas destas cidades, onde tentam destruir as barricadas montadas pelos guerrilheiros.

O primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, disse ontem à noite a um grupo de jornalistas turco durante um voo para Sófia, Bulgária, que o PKK tenta criar uma guerra civil no sudeste da Turquia.

As operações militares vão continuar até que os rebeldes sejam expulsos das cidades de maioria curda no sudeste do país.

Segundo Davutoglu, o Exército turco construirá postos de controle nessas cidades para não permitir um retorno dos rebeldes.

O PKK, considerado pela Turquia e para União Europeia (UE) como terrorista, iniciou em 1984 sua luta armada a favor de mais direitos dos curdos no país eurasiático.

Desde então morreram mais de 45 mil pessoas em uma guerra não declarada, tanto em confrontos, quanto em bombardeios e atentados.