Atropelamento diante de Parlamento britânico deixa três feridos

Polícia deteve um homem de cerca de 20 anos depois que o veículo que conduzia atropelou várias pessoas

Londres – Três pessoas ficaram feridas, uma delas em estado grave, no ato terrorista cometido na manhã desta terça-feira diante do Parlamento britânico, informou o assistente do delegado da polícia, Neil Basu.

Em uma declaração aos jornalistas diante da sede da Scotland Yard, no centro de Londres, Basu disse que, dos três feridos, só uma mulher permanece internada em um hospital próximo.

A polícia deteve um homem de cerca de 20 anos depois que o veículo que conduzia atropelou várias pessoas antes de se chocar com as barreiras de segurança do Parlamento.

Segundo Basu, o detido – que está em uma delegacia do sul de Londres – não está colaborando com as forças da ordem, que tratam de determinar sua identidade e o motivo do ataque.

“Não acreditamos que esta pessoa fosse conhecida pelo MI5 (serviços secretos britânicos de interior) ou da polícia antiterrorista”, explicou Basu, que pediu à população que mantenha a vigilância.

Basu acrescentou que não há nenhum outro suspeito e não há informações de inteligência sobre a possibilidade de outro incidente similar.

O assistente ressaltou que, devido ao fato de o ataque ter parecido deliberado, é investigado como ato terrorista.

Segundo a polícia, às 7h37 local (3h37, em Brasília), um automóvel Ford Fiesta prateado atropelou vários ciclistas e pedestres, antes de se chocar com as barreiras de segurança.

“O motorista do carro, um homem de uns vinte anos, foi detido no lugar por agentes armados. Foi levado a uma delegacia do sul de Londres onde permanece em custódia policial “, de acordo com a força da ordem, que particularizou que não se encontrou nenhum armamento no veículo.

A estação londrina de Westminster, próxima ao Parlamento, foi fechada hoje por este alerta de segurança, enquanto que a polícia proibiu ao tráfego uma ampla zona da área governamental, onde está a residência oficial de 10 de Downing Street e os principais ministérios britânicos.

O comitê de emergência Cobra, que reúne aos principais ministros e as forças de segurança, tem previsto celebrar uma reunião a partir das 13h GMT (10h, em Brasília), segundo fontes oficiais.