Atletas russos são flagrados pelo uso de substância proibida

A Araf não revelou os nomes dos atletas envolvidos, mas este é o primeiro anúncio de um controle positivo de atletas para meldonium

Quatro atletas russos testaram positivo para a substância meldonium, anunciou nesta segunda-feira a Federação Russa de Atletismo (Araf), no momento em que Moscou tenta acabar com suspensão do país de todas as competições internacionais de atletismo antes dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

A Araf não revelou os nomes dos atletas envolvidos, mas este é o primeiro anúncio de um controle positivo de atletas para meldonium, droga proibida desde 1º de janeiro pela Agência Mundial Antidoping (WADA).

De acordo com a agência de notícias russa TASS, citando uma fonte anônima, os quatro atletas são os corredores de longa distância Andrei Minzhulin e Gulshat Fazletdinova, a especialista nos 400m com barreiras Olga Vovk e a velocista Nadezhda Kotlyarova, que reconheceu no domingo que testou positivo para meldonium.

Todos tiveram resultados positivos em campeonatos internos russos em fevereiro.

A Araf indicou em uma declaração que realiza “uma investigação completa” e que advertiu atletas e treinadores que o meldonium foi proibido pela WADA.

Vários atletas russos já admitiram ter testado positivo para meldonium, começando pela ex-número um do mundo do tênis Maria Sharapova.

A nadadora Yulia Efimova, medalhista de bronze dos 200m nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012, também foi suspensa depois de testar positivo.