Ativistas pedem à Alemanha que não financie usina no Brasil

Eles solicitam que o país renuncie à concessão de um crédito Hermes para a construção da central atômica brasileira de Angra 3

Berlim – Agraciados com o Prêmio Nobel Alternativo e membros do Conselho Mundial para o Futuro entregaram nesta sexta-feira uma carta ao Governo alemão na qual pedem que renuncie à concessão de um crédito Hermes para a construção da central atômica brasileira de Angra 3.

Após felicitar o governo alemão por sua decisão de paralisar a produção nuclear na Alemanha até 2021, os responsáveis pela carta dizem que o país deveria ser consequente com esta medida e não subvencionar a construção de centrais em outros países.

‘Caso contrário parecerá que a vida de um brasileiro tem menos valor que a de um alemão’, diz a carta, que acompanha o pedido do ecologista brasileiro Chico Whitaker Ferreira, ganhador do Nobel Alternativo em 2006 e cofundador do Fórum Social Mundial.

A copresidente da fundação Right Livelihood Award, que anualmente concede os Prêmios Nobel Alternativos, afirmou que é contraditório que a Alemanha abandone a energia nuclear impulsionada pela catástrofe de Fukushima (Japão) e ao mesmo tempo a fomente em outros países.

O pedido é assinado por mais de 50 personalidades de todo o mundo, entre elas o bispo brasileiro Erwin Kräutler.