Atentando suicida mata 14 no norte do Afeganistão

O ataque, que ainda não foi reivindicado, aconteceu diante do conselho provincial de Pul-e-Khumri, a capital da província de Baghlan

Cabul – Pelo menos 14 afegãos morreram nesta segunda-feira em um atentado suicida contra o chefe do conselho provincial de Baghlan, norte do país.

O ataque, que ainda não foi reivindicado, aconteceu diante do conselho provincial de Pul-e-Khumri, a capital da província de Baghlan.

“Um homem-bomba vestido com um uniforme da polícia detonou o artefato quando o chefe do conselho e seus seguranças entravam no edifício”, disse à AFP Sadeq Muradi, chefe adjunto da polícia provincial.

O ataque deixou 14 mortos e nove feridos, segundo o secretário de Saúde da província, Zubair Akbary.

“O chefe do conselho, Mohamed Rasul Mohseni, morreu ao lado três seguranças. Vários civis que haviam se deslocado ao local para falar de seus problemas com ele também morreram”, disse Muradi.

Entre os mortos estão sete policiais.

O conselho provincial é o equivalente do parlamento local, mas não tem poder legislativo.

A província de Baghlan fica na região norte do Afeganistão, cenário frequente de ataques dos insurgentes talibãs.

Enquanto os quase 100.000 militares da Otan preparam a retirada do país, até o fim de 2014, os talibãs atacam cada vez mais os políticos afegãos, as autoridades locais e as forças de segurança.