Atentado suicida em funeral mata 15 no Iraque

Diante do temor de novos atentados, as forças de segurança cercaram a área e impediram o trânsito, segundo a fonte que pertence a Polícia de Baquba

Bagdá – Pelo menos 15 pessoas morreram nesta segunda-feira e 43 ficaram feridas em um atentado suicida contra o funeral de um chefe tribal na cidade iraquiana de Baqubah, capital da província oriental de Diyala, informou à Agência Efe uma fonte policial.

O terrorista detonou um cinto carregado de explosivos que levava junto a seu corpo na casa do falecido chefe tribal durante a realização de seu enterro.

Diante do temor de novos atentados, as forças de segurança cercaram a área e impediram o trânsito, segundo a fonte que pertence a Polícia de Baquba.

Ainda em Baquba, um policial morreu e três ficaram feridos ao serem atingidos por homens armados em um posto de controle policial na aldeia de Um al Nawa, a 5 quilômetros da cidade.

Outros cinco agentes, entre eles um oficial, sofreram ferimentos com a explosão de uma bomba em uma patrulha, enquanto pelo menos cinco civis ficaram feridos com explosões semelhantes.

O Iraque vive atualmente um aumento de violência com frequentes atentados contra alvos xiitas e forças de segurança, intensificadas desde a retirada em dezembro do ano passado das tropas americanas.

Há dois dias, pelo menos 26 pessoas faleceram em dois atentados contra peregrinos xiitas em Bagdá, enquanto em 13 de junho uma cadeia de explosões de carros-bomba provocou 56 mortes em vários pontos do país.