Atentado no sul do Iêmem mata 12 soldados

Doze soldados morreram e seis ficaram feridos em um atentado com carro-bomba contra um centro do exército do Iêmen

Adem – Doze soldados morreram e seis ficaram feridos nesta sexta-feira em um atentado com carro-bomba contra um centro do exército do Iêmen na província de Abyan, sul do país.

O ataque aconteceu no distrito de Ahwar e teve como alvo a 111ª brigada do exército iemenita. O comandante da unidade ficou gravemente ferido, segundo fontes militares.

Até o momento nenhum grupo reivindicou o atentado, cometido com um veículo blindado.

Na quinta-feira, homens armados, suspeitos de ligação com a Al Qaeda, atacaram uma delegacia e um posto de controle na mesma província. Um soldado morreu e dois ficaram feridos.

O número de ataques contra as forças de segurança aumentou nos últimos meses no Iêmen, principalmente nas províncias do leste e sul.

As autoridades atribuem os atentados à Al Qaeda, que aproveitou a fragilidade do poder central em 2011, provocada por uma insurreição contra o ex-presidente Ali Abdullah Saleh, para ganhar força na região.

Os moradores e tribos formaram milícias, os Comitês de Resistência Popular, para ajudar o exército em sua ofensiva contra a Al Qaeda.

As milícias ajudaram a expulsar os integrantes da Al Qaeda das principais cidades da província de Abyan, que permaneceu um ano sob poder da rede extremista.