Atentado no Paquistão mata superintendente da polícia

As vítimas estavam no bazar de Kisa Khuwani quando o terrorista se aproximou a pé e explodiu uma carga por volta das 9h30, hora local (02h30, no horário de Brasília)

Islamabad – Pelo menos seis pessoas morreram, entre elas um superintendente da polícia, e 30 ficaram feridas nesta quarta-feira, após um atentado suicida na cidade de Peshawar, no noroeste do Paquistão, informou à Agência Efe uma fonte policial.

As vítimas estavam no bazar de Kisa Khuwani quando o terrorista se aproximou a pé e explodiu uma carga por volta das 9h30, hora local (02h30, no horário de Brasília).

Segundo a fonte consultada pela Efe, entre os falecidos está o oficial Haider Khan, do departamento de investigação da polícia de Peshawar, além de outros dois agentes das forças de segurança e um guarda-costas de Khan.

No momento da explosão, boa parte dos comércios do bazar ainda estava fechada, o que evitou que o número de vítimas fatais fosse maior.

O movimento Tehrik-e-Taliban Pakistan (TTP), que é composto por diversas facções talibãs do país asiático, reivindicou a autoria do atentado, segundo a cadeia privada ”Dawn”.

Peshawar, a principal cidade do noroeste paquistanês, é palco habitual de atentados dos grupos jihadistas que geralmente têm como alvo as forças de segurança e o exército.

Há pouco mais de um mês, dez pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas na mesma cidade por conta da explosão de uma bomba que tinha como alvo um veículo militar, mas que afetou um ônibus de passageiros.

Peshawar é a capital da província de Khyber-Pakhtunkwa, que junto às vizinhas áreas tribais, constituem um dos principais focos da atividade dos insurgentes no Paquistão.