Atentado em padaria teria deixado dezenas de mortos na Síria

Segundo denúncia de movimentos opositores sírios, exército sírio bombardeou padaria na cidade de Halfaya, na província central de Hama

Cairo- Um bombardeio do Exército sírio sobre uma padaria na cidade de Halfaya, na província central de Hama, neste domingo, deixou dezenas de vítimas, segundo denúncia de movimentos opositores sírios, que não precisaram o número exato de feridos e mortos.

Em declaração via internet à Agência Efe, o porta-voz da União de Revolucionários de Hama, Abu Qasem al Hamaui, explicou que o estabelecimento estava lotado, já que durante a semana a região havia passado por escassez no fornecimento de pão.

A plataforma opositora Observatório Sírio de Direitos Humanos também informou sobre o ataque, igualmente sem especificar o número de vítimas. Já os Comitês de Coordenação Local apontaram na existência de dezenas de mortos.

Segundo as informações obtidas através dos grupos opositores, todas as vítimas seriam civis. A região de Hama foi tomada há cinco dias pelos rebeldes. Os Comitês afirmam que a situação humanitária de Halfaya é desastrosa pela falta de remédios e de serviço sanitário adequado.

Um vídeo divulgado pelos opositores mostra grandes destroços materiais no edifício e cidadãos tentando resgatar os corpos sob os escombros.

O bombardeio acontece depois que no último dia 18, os rebeldes sírios lançaram uma operação militar para ‘libertar’ Hama das mãos das tropas do regime do presidente sírio, Bashar al Assad. Nesta ofensiva, os combatentes insurgentes conseguiram tomar o controle de Halfaya e outras seis povoações menores.

Enquanto a violência prossegue na Síria, está previsto que o enviado especial da ONU e da Liga Árabe para a Síria, Lakhdar Brahimi, se reúna amanhã, com Al-Assad em Damasco, para tentar dar uma saída a crise que vive o país. EFE