Atentado no Sinai egípcio mata pelo menos dez soldados

O ataque ocorreu no norte da Península do Sinai

Cairo – Pelo menos dez soldados egípcios morreram e 35 ficaram feridos nesta quarta-feira em uma explosão detonada por seu comboio na estrada do norte da Península do Sinai, informaram à Agência Efe fontes de segurança.

O ataque contra recrutas do exército teve como alvo dois ônibus que transportavam os militares e ocorreu à altura da região de Sheikh Zued.

Segundo as fontes, os atacantes atiraram primeiro contra o comboio militar e depois houve a explosão, que alguns veículos de imprensa apontam ter vindo de um carro-bomba.

O atentado foi realizado na rota que liga a cidade de Rafah, na fronteira com a faixa palestina de Gaza, e a cidade de Al Arish, capital da província do Norte do Sinai.

Os ataques contra as forças armadas e a polícia egípcia aumentaram no país, principalmente no Sinai, desde a derrocada militar em julho passado do presidente islamita Mohammed Mursi e o violento despejo em agosto das acampamentos que pediam sua restituição.

As forças de segurança lançaram várias operações contra os grupos extremistas que ganharam força na península, especialmente perto da fronteira com a Faixa de Gaza.

*Matéria atualizada às 7h39