Atentado a líder deixa pelo menos 12 mortos no Paquistão

O ataque, o terceiro do dia contra candidatos eleitorais, ocorreu no começo da noite na região de Yakatut

Islamabad – Pelo menos 12 pessoas morreram nesta terça-feira e 40 ficaram feridas em um atentado suicida efetuado na cidade de Peshawar, no noroeste do Paquistão, contra um líder de uma formação regionalista, informaram fontes policiais à Agência Efe.

O ataque, o terceiro do dia contra candidatos eleitorais, ocorreu no começo da noite na região de Yakatut, capital da província de Khyber-Pakhtunkhwa, e teve como alvo um comício de Gulam Ahmed Bilour, um líder do Partido Nacional Awami (ANP).

Segundo as fontes, entre os mortos pela explosão estão quatro policiais, enquanto entre os feridos se encontram três agentes e o próprio Bilour. Em dezembro, um ataque insurgente na mesma cidade matou o político Bashir Ahmed Bilour, irmão do líder atacado hoje.

O ANP é uma formação secular e da etnia pashtun, maioria em Khyber-Pakhtunkhwa e da qual tradicionalmente se abastecem os talibãs. No entanto, o grupo não simpatiza com o ideário político dessa força política, contra a qual realizam atentados frequentemente.

O líder do ANP, Asfandyar Wali Khan, pediu durante os últimos dias às autoridades e às forças de segurança que fosse aumentada a proteção a integrantes de seu partido.

Mais cedo, a explosão de uma bomba causou a morte de quatro pessoas que viajavam no comboio de um líder regional da Liga Muçulmana-N (PML-N) na cidade de Khuzdar, na província sudoeste de Baluchistão. O político atacado, Sanaulá Zehri, saiu ileso, mas perdeu o filho, o irmão e um sobrinho.

Antes disso, outro candidato da Liga-N, uma das principais forças políticas paquistanesas, também foi atacando em Peshawar. Uma granada foi atirada contra o telhado de sua casa.

Nos últimos dias, ocorreram diversos ataques, muitos deles mortais, contra candidatos de diversas formações, especialmente as mais antigas, em diversos pontos do país. O Paquistão realizará eleições gerais e provinciais em maio.