Atenas é paralisada por greve em bancos e transporte

Nenhum veículo de transporte público vai funcionar na cidade até a 1h de quinta-feira (9/12), horário de Brasília, e bancos ficarão paralisados até as 10h desta quarta

Atenas – Atenas parou na madrugada desta quarta-feira por conta de uma greve de 24 horas iniciada pelos trabalhadores do transporte público em protesto pelas medidas de austeridade do Governo, enquanto os funcionários dos bancos iniciaram uma paralisação de três horas.

Nenhum veículo de transporte público, incluindo o que faz ligação com o Aeroporto Internacional de Atenas, está operando desde as 5h do horário local (1h de Brasília) desta quarta-feira, o que causou graves problemas nos deslocamentos dos trabalhadores da capital, que reúne a metade da população total do país.

A Polícia informou que houve “caos” já no início da manhã nas principais avenidas de Atenas, já que foi autorizada a circulação de todos os automóveis particulares pelo centro da cidade, onde, normalmente, para limitar a poluição, ocorre um rodízio de veículos.

O serviço estatal de ferrovias também está paralisado, embora para o percurso do território grego ao exterior foi habilitado um serviço de ônibus interurbanos.

Os trabalhadores protestam contra o programa do Governo de privatização parcial das ferrovias em 2011, que deve incluir cortes de despesas que representam uma mudança imediata de 2.700 trabalhadores para outros postos públicos antes do fim de mês.

Por outro lado, as associações de funcionários bancários convocaram uma greve das 12h às 15h do horário local (7h às 10h de Brasília) para protestar contra as leis aprovadas pelo Governo que permitem a contratação de empregados por salários menores do que os estabelecidos pelo acordo coletivo.