Ataques deixam 14 mortos e 22 feridos no Iraque

Pelo menos quatorze pessoas morreram e vinte e duas ficaram feridas em um ataque cometido com bombas, projéteis e armas leves ao norte do Bagdá

Bagdá – Pelo menos quatorze pessoas morreram e vinte e duas ficaram feridas nesta quarta-feira em um ataque cometido com bombas, projéteis e armas leves na cidade de Al Hueiya, na província iraquiana de Kirkuk, a 250 quilômetros ao norte de Bagdá, informou à Agência Efe uma fonte policial.

Os alvos da agressão foram uma delegacia, a prefeitura e tribunais da localidade. Entre as vítimas fatais se encontram três militares, sete civis e quatro homens armados.

Dois carros-bomba explodiram de forma simultânea perto da delegacia, e em seguida foram lançadas bombas e realizados ataques armados contra o prédio da prefeitura e um tribunal.

Em abril, Al Hueiya foi cenário da morte de 26 pessoas após um ataque do exército e da polícia a uma praça, frequentemente usada para manifestações sunitas, o que desencadeou uma onda de violência em diversas partes do país e protestos nas províncias de maioria sunita.

Além disso, a fonte acrescentou que outras dez pessoas morreram em vários ataques em outros pontos do Iraque.

Um grupo armado invadiu uma casa em Al Shab, no nordeste de Bagdá, e assassinou seis integrantes de uma família, três deles menores de idade.

No município de Al Miqdadiya, a 120 quilômetros ao norte da capital, dois agricultores perderam a vida em um ataque lançado por homens armados nos subúrbios da população.

Além disso, pelo menos dois soldados foram mortos a tiros e outro ficou ferido por um grupo armado em Al Taji, a 30 quilômetros ao norte de Bagdá.