Ataque deliberado a hospitais é crime de guerra, diz ONU

O ataque intencional e direto contra instalações médicas ou lugares ocupados por doentes e feridos é um crime de guerra, afirmou porta-voz da ONU

Genebra – A ONU afirmou nesta terça-feira que o ataque deliberado contra centros médicos constitui um crime de guerra, de acordo com o direito humanitário internacional, em referência aos ocorridos na segunda-feira contra quatro hospitais na Síria e que causaram 50 mortes.

“O ataque intencional e direto contra instalações médicas ou lugares ocupados por doentes e feridos, assim como contra unidades médicas com o emblema da Cruz Vermelha e o Crescente Vermelho, é um crime de guerra em um conflito armado”, afirmou o porta-voz do Escritório de Direitos Humanos da ONU, Rupert Colville.

“Ainda não está claro que tenha sido intencional, mas o enorme número destes incidentes gera dúvidas sobre o fracasso das partes do conflito na Síria em respeitar a proteção especial que requerem os estabelecimentos médicos e seu pessoal”, acrescentou.