Ataque da Al Qaeda com carro-bomba mata 14 soldados do Iêmen

O carro-bomba explodiu em um acampamento da Brigada 115 depois de ter ultrapassado vários postos de controle do exército

Áden – Ao menos 14 soldados morreram em um ataque suicida com carro-bomba realizado pela Al Qaeda nesta sexta-feira ao amanhecer em um acampamento do exército situado no sul do Iêmen, indicaram fontes militares.

“O número de soldados mortos no atentado suicida é de 14”, declarou à AFP um funcionário militar.

O carro-bomba explodiu em um acampamento da Brigada 115 depois de ter ultrapassado vários postos de controle do exército na província de Abyan, onde uma incursão aérea realizada na véspera matou sete supostos membros da Al Qaeda, informou uma fonte militar.

“Quatro membros da Al Qaeda, com cinturões de explosivos e em um veículo militar, conseguiram ultrapassar vários postos do exército para chegar ao acampamento da Brigada 115” em Chaqra, a 35 km de Zinjibar, capital de Abyan, informou outra fonte do exército.

“Dois soldados foram assassinados na entrada do acampamento pelos atacantes, que continuaram seu percurso em direção ao interior do acampamento, onde três dos quatro ocupantes desceram do veículo, enquanto o condutor detonou seus explosivos, matando sete soldados”, acrescentou a fonte.

O exército matou dois dos combatentes da Al Qaeda que saíram do veículo e iniciou uma perseguição em busca do terceiro integrante, que conseguiu fugir, segundo fontes militares.

“Os corpos de outros três soldados foram encontrados no local da explosão”, declarou à AFP um funcionário militar, que acrescentou que “outros dois soldados feridos faleceram depois de chegar ao hospital militar de Adén”.

Segundo ele, outros dez militares ficaram feridos no ataque.

O veículo militar utilizado no ataque formava parte do material do exército do qual a Al Qaeda se apoderou em 2011, quando a rede extremista controlava várias localidades da província de Abyan. O exército recuperou estas localidades em junho, após uma grande ofensiva.