Ataque contra prédio da AFP em Gaza deixa uma criança morta

Segundo uma fonte do Exército israelense, no prédio também funcionava um centro de inteligência militar do Hamas

Gaza – Uma criança palestina morreu nesta quarta-feira em um novo ataque israelense contra o edifício que abriga o escritório da Agência France-Presse (AFP) em Gaza, segundo os serviços de emergência do território palestino, governado pelo grupo radical Hamas.

“Um menino, Abdelrahman Majdi Naim, morreu e outro palestino ficou ferido em um ataque contra o edifício Naam”, disse à AFP o porta-voz dos serviços de emergência, Ashraf al-Qudra, um dia depois de outro ataque contra o mesmo prédio que não causou vítimas. Segundo uma fonte do Exército israelense, na torre funcionava um centro de inteligência militar do Hamas.

Durante o novo ataque, a vítima foi morta em um edifício situado atrás do prédio Naama, segundo um fotógrafo da AFP, que viu o corpo da criança ser carregado por sua família. O cádaver foi levado para o hospital Al-Shifa da cidade.

Os funcionários da AFP não estavam no escritório.

O ataque teve como alvo o sexto andar do prédio, que já havia sido atingido ontem, segundo testemunhas e jornalistas.

O Exército israelense confirmou na terça-feira à noite o ataque contra “um centro de operações da inteligência do Hamas, propositalmente localizado em um prédio de meios de comunicação. Os terroristas do Hamas não estavam no prédio para uma entrevista, mas sim para se comunicar com agentes no terreno”, declarou.

“Jornalistas em Gaza: permaneçam distantes de terroristas/estruturas do Hamas. Não aceitem ser transformados em escudos humanos”, alertou um porta-voz do Exército.