Ataque contra militares em Bruxelas é considerado ato terrorista

O atacante, contra o qual os soldados responderam com armas de fogo, "está morto", acrescentou a fonte

A agressão a faca cometida na noite desta sexta-feira (25) no centro de Bruxelas contra dois militares é considerada um “ataque terrorista” – informou o Ministério Público belga à AFP.

“Nós pensamos que se trata de um ataque terrorista”, informou um porta-voz do MP.

O atacante, contra o qual os soldados responderam com armas de fogo, “está morto”, acrescentou a fonte.

O homem “gritou duas vezes ‘Alá é grande’, atacando os militares”, afirmou.

Apenas um dos dois militares atacados ficou ferido, “levemente”, segundo o Ministério Público, que abriu uma investigação por “tentativa de assassinato em um contexto terrorista”.

O ataque aconteceu pouco depois das 20h (15h, de Brasília) em uma avenida em pleno centro de Bruxelas, perto da Grand Place da capital.

Um grande efetivo policial foi mobilizado para isolar o perímetro, proibindo o acesso a uma grande área.

Veja também