Ataque com drone americano mata 4 insurgentes no Paquistão

Ofensiva na cidade de Datta Khel eleva a 25 o número de mortos em bombardeios de aviões não tripulados no Waziristão desde a noite de domingo, disse porta-voz

Islamabad – Pelo menos quatro supostos insurgentes morreram e outro ficou ferido nesta quinta-feira no bombardeio de um drone americano no noroeste do Paquistão, o quinto ataque do tipo em quatro dias, informou uma fonte oficial.

A ofensiva, ocorrida na cidade de Datta Khel, eleva a 25 o número de mortos em bombardeios de aviões não tripulados no Waziristão desde a noite de domingo, disse um porta-voz do governo local, Ali Ajmal.

Após interromperem por seis meses as atividades no Paquistão, os drones americanos retomaram os bombardeios em meados de junho, quando o Exército paquistanês lançou uma ofensiva contra os jihadistas no cinto tribal.

No ataque desta manhã, as tropas internacionais dispararam vários mísseis contra um veículo na área de Loman, de acordo com o jornal local “Dawn”.

Esse ataque se soma à onda de bombardeios nas áreas tribais paquistanesas. No último, três talibãs morreram na área de Kunar Sar na terça-feira.

Após chegar ao pico de atividade em 2010, os drones americanos efetuaram cerca de 30 bombardeios no Paquistão em 2013, nos quais 150 pessoas perderam a vida.

Segundo a ONG americana New América Foundation, os ataques com drones no Paquistão causaram entre duas mil e 3.500 mortes desde 2004, sendo que 10% desse número corresponde a civis.

Os bombardeios com drones também aumentaram no Afeganistão, com pelo menos dois ataques em setembro e cinco em agosto, que causaram a morte de aproximadamente 60 pessoas, de acordo com as autoridades afegãs.